Cai Índice de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista

Produtos de origem animal se destacam como os únicos que se mantiveram com resultados positivos na primeira semana em análise

Por Divino 28/06/2019 - 18:45 hs

O Índice de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR)1, 2 continuou registrando queda (de -0,72%) na segunda quadrissemana do mês de junho de 2019. Separado por grupos de produtos, tanto o IqPR-V (grupo de produtos de origem vegetal) quanto o IqPR-A (produtos de origem animal) caíram, respectivamente 0,69% e 0,80% (Tabela 1).

Nessa mesma tabela são apresentadas as variações das três últimas quadrissemanas de maio e as duas primeiras de junho/2019 para os índices calculados “com a cana-de-açúcar” e “sem a cana-de-açúcar”. Verifica-se que em todos esses intervalos quadrissemanais houve desaceleração de todos os indicadores. Nesse processo, os produtos de origem animal se destacam como os únicos que se mantiveram com resultados positivos na primeira semana em análise (2ª quadrissemana de maio/2019).

 

 

 Quando a cana-de-açúcar (que teve alta de 2,61% na segunda semana de maio) é excluída do cálculo do índice na ponderação dos produtos, a queda do IqPR (sem cana) alcança um valor percentual maior, de -3,43%. Já o IqPR-V sem cana teve queda de -6,83%. Destaca-se nessa comparação o peso que a cana de açúcar exerce no cálculo ponderado do índice vegetal (Tabela 1).

Sete produtos que compõem o IqPR apresentaram alta na segunda semana do mês de junho/2019 em relação à segunda semana de maio/2019. Destacaram-se nesse intervalo: arroz (10,32%) e carne suína (9,91%) (Tabela 2).

 

 

Analisando os produtos que mais reduziram seus preços entre a segunda semana de junho/2019 e a segunda semana de maio/2019, observam-se: banana nanica (34,23%), laranja para mesa (26,24%) e feijão (25,11%).

Do conjunto analisado, 7 produtos apresentaram alta de preços (4 de origem vegetal e 3 de animal) e 12 tiveram queda (9 de origem vegetal e 3 de animal).